Com dois de Benzema, Real empata com Bayern e vai à terceira final seguida

0
25

O Real Madrid está em mais uma final de Liga dos Campeões. Com dois gols de Benzema, sendo um deles após falha bizarra do goleiro rival, a equipe espanhola eliminou o Bayern de Munique com o empate por 2 a 2 na tarde desta terça-feira (1), no Santiago Bernabéu. Na ida, na Alemanha, Cristiano Ronaldo e companhia tinham vencido por 2 a 1.

Com a classificação, os Merengues vão para a quarta final nos últimos cinco anos de torneio. Só em 2014/15, quando o Barcelona venceu a Juventus, eles ficaram fora. A busca pelo tri consecutivo será contra o vencedor de Roma e Liverpool, que se enfrentam nesta quarta-feira (2) na Itália. Na ida, os ingleses ganharam por 5 a 2.

A final da competição está agendada para o dia 26 de maio, um sábado, em Kiev, na Ucrânia. Se vencer, o Real poderá manter a sua incrível busca pelo recorde do time da lenda Di Stefano. Entre 1956 e 1960, a equipe de Madrid conquistou o torneio cinco vezes.

Brasileiros vão para o banco

Antes mesmo de a bola rolar, Zinedine Zidane surpreendeu ao tirar Casemiro do time titular. O brasileiro foi substituído por Kovacic no meio-campo do Real Madrid. Do outro lado, o Bayern também mudou em relação ao jogo de ida: Rafinha, que foi responsável direto por um dos gols do Real Madrid, também perdeu a titularidade.

Não respira, não

Os torcedores que começaram a acompanhar o jogo com atraso, perderam o início de tirar o fôlego. Logo aos 2 minutos, Kimmich aproveitou falha de Sérgio Ramos ao cortar cruzamento e empurrou a bola para o fundo das redes de Navas. Os alemães pareciam não acreditar. Os espanhóis menos ainda…

Benzema quebra jejum e recordes

Benzema encerrou o jejum que tanto o incomodava da melhor maneira. O francês aproveitou cruzamento primoroso de Marcelo para empatar a partida aos 10 minutos do 1º tempo. Na etapa final, ele fez mais um na falha incrível da defesa do Bayern. Ele não marcava pelo Real Madrid há um mês. De quebra, o tento ainda o coloca como o terceiro maior artilheiro em atividade da Liga dos Campeões, com 55 gols. Atrás adivinha de quem? Cristiano Ronaldo, que tem 121, e Messi, que tem 100. Substituído no 2º tempo, saiu ovacionado.

Bayern pressiona e reclama de pênalti

Passada a euforia do gol de empate, o Real Madrid viu o Bayern de Munique voltar a dominar as ações. Com quase 55% de posse no primeiro tempo, os alemães perderam chances incríveis. Em um só lance, Lewandovski, Muller e James Rodríguez tentaram passar por Navas, mas não conseguiram êxito. Um minuto depois, Ribery também não conseguiu passar pelo goleiro adversário. Aos 45 minutos, os alemães reclamaram de uma suposta mão de Marcelo dentro da área após cruzamento. O juiz mandou seguir.

Benzema ficou sozinho para fazer o gol da virada do Real

Madrid aproveita falha incrível e vira o jogo

Demorou um pouco a mais no banheiro no intervalo? Perdeu um gol de novo! Antes mesmo de o cronômetro marcar o primeiro minuto, Tolisso recuou para Ulreich. Aparentemente, o goleiro tinha o domínio tranquilo da bola, mas, na hora de tomar a decisão, ele hesitou entre cometer a infração e segurar a bola com a mão e dar um bicão. O resultado foi um escorregão bizarro dentro da área e a bola livre para Benzema só completar e garantir a virada. Ninguém acreditou no que viu no Santiago Bernabéu.

Mas o que que é isso, Cristiano?

Cristiano lamenta chance clara de marcar

Com 18 gols nos últimos nove jogos no Santiago Bernabéu, Cristiano Ronaldo desperdiçou uma chance que normalmente não perde. Marcelo cruzou na medida para o português aos 8 minutos do 2º tempo para praticamente encerrar o assunto. O camisa 7, no entanto, conseguiu fazer o mais difícil e colocou a bola para fora. O melhor do mundo não acreditava no que havia acabado de fazer e se lamentou e muito para as câmeras. A última vez que ele ficou por dois jogos sem marcar havia sido em janeiro deste ano.

James Rodríguez empata e não comemora

Depois da chance desperdiçada por Cristiano Ronaldo, James Rodríguez apareceu para justificar duas ‘lendas’ do futebol: a do quem não faz toma e a lei do ex. Aos 17 minutos do 2º tempo, o colombiano aproveitou rebote de seu próprio chute que bateu em Varane para vencer Navas. Ele não quis comemorar. Ex-atleta do Real Madrid, ele já havia avisado que não celebraria caso estufasse as redes no Bernabéu. Substituído aos 38 minutos do 2º tempo, foi aplaudido pelo estádio mesmo atuando no rival.

Ex-Real Madrid, Rodríguez não comemorou o gol marcado diante do seu antigo clube

Pressionado, Zidane muda Real e vê Navas garantir vaga

Depois de ver sua equipe bastante pressionada, Zidane resolveu mudar um pouco o time. O francês tirou Kovacic e Benzema para as entradas de Casemiro e Gareth Bale, dois nomes mais comentados entre os reservas. Logo no primeiro lance, o técnico viu Navas aparecer para fazer defesa excepcional após chute da pequena área. O grito preso na garganta fez Jupp Heynckes, técnico do Bayern colocar sua equipe toda para frente: ele tirou Tolisso e promoveu a entrada de Sandro Wagner.

O Bayern manteve a pressão, tentou de todas as formas, com chutes de longe, lançamentos na área e triangulações. De nada adiantou. Ou a bola ia para fora ou Navas aparecia para se redimir após as críticas da partida a ida. Hummels, aos 46 minutos, subiu mais alto que todo mundo para cabecear à esquerda do gol na última chance clara de gol do jogo.

FICHA TÉCNICA
REAL MADRID X BAYERN

Data/Hora: 1/5/2018 – 15h45
Local: Santiago Bernabéu, Madri (ESP)
Árbitro: Cüneyt Çakir (TUR)
Auxiliares: Bahattin Duran (TUR) e Tarik Ongun (TUR)
Gols: Kimmich (2’/1ºT)(0-1), Benzema (9’/1ºT)(1-1)(30”/2ºT)(2-1), James Rodríguez (17’/2ºT)(2-2)
Amarelos: Modric (16’/2ºT), Lucas Vázquez (20’/2ºT), Varane (42’/2ºT), Casemiro (43’/2ºT)

REAL MADRID: Navas; Vázquez, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Kroos, Modric, Asensio (Nacho – 42’/2ºT) e Kovacic (Casemiro – 26’/2ºT); Cristiano Ronaldo e Benzema (Bale – 26’/2ºT).
Técnico: Zidane

BAYERN DE MUNIQUE: Ulreich; Kimmich, Hummels, Süle e Alaba; Thiago Alcântara, Tolisso (Wagner – 29’/2ºT), Müller, Ribéry e James Rodríguez (Javi Martínez – 37’/2ºT); Lewandowski.
Técnico: Jupp Heynckes

Fotos: Reuters
Fonte: esporte.uol.com.br

Deixe uma resposta