HUT: 10 anos de vidas e mais de 1 milhão de exames de imagem

0
28

Os exames de imagem como Tomografia, Raio-x e Ultrassonografia são imprescindíveis para um diagnóstico preciso e de qualidade. Especializado no atendimento de pessoas vítimas de trauma, o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), após 10 anos de inaugurado, já realizou 1.006.783 exames de imagem. Esse número reforça a importância do Hospital no diagnóstico de urgência e emergência.

Maria Luiza Araújo, de 14 anos, faz parte dessa estatística após sofrer uma fratura exposta na perna esquerda, no dia 31 de março, sábado de aleluia. Ela conta que uma árvore caiu em cima de sua perna quando tomava banho de riacho, no bairro Usina Santana. “Quando saí do riacho com meu pai, uma palmeira caiu por cima de um angico branco e os dois caíram por cima de mim e da minha mãe. Um galho grande do angico caiu em cima da minha perna. Foi uma fratura exposta e perdi muito sangue. Pedi para meu pai que me levasse direto para o HUT, pois sempre ouvi falar que era um hospital de referência”, explicou Maria Luiza.

Helena da Silva, mãe de Maria Luiza, disse que a filha se manteve calma durante todo o percurso para o HUT. “Foi ela quem tranquilizou a mim e ao pai. Queríamos parar no primeiro hospital que aparecesse, porém ela estava convicta de que o HUT seria o melhor local. E estamos felizes com a escolha. Fomos bem recebidos e minha filha foi direto para o centro cirúrgico. Nem documento eu tinha no momento. Foi um atendimento rápido e que salvou a perna da minha filha. Só tenho a agradecer”, ressaltou Helena.

O ortopedista Ricardo Valença, que acompanha o caso, disse que a perna de Luiza foi esmagada pela árvore e que o HUT é o único hospital do estado que possui uma equipe multidisciplinar preparada para prestar esse tipo de atendimento. “O atendimento para casos como o da Luiza é feito por etapas, pois não temos como resolver tudo de uma vez. Assim que ela entrou no Hospital, fizemos o primeiro atendimento para salvar a vida dela, ou seja, estancar o sangramento, fazer uma limpeza cirúrgica do ferimento e a fixação externa das fraturas. Nossa primeira ação foi salvar a vida de Luiza, depois o membro afetado e, em seguida, evitar uma infecção, pois foi uma lesão muito contaminada por conta do local do acidente”, explicou o médico.

Ainda segundo Ricardo, a probabilidade de Maria Luiza perder a perna era muito grande. Segundo ele, até o momento foram necessárias sete cirurgias para a equipe tentar salvar a perna de Luiza, devido à alta complexidade do caso. “É um caso bastante complexo, pois além da fratura exposta, ela teve uma lesão grande de pele e de músculo, que evoluiu para uma grave infecção, por isso a necessidade de passar por várias cirurgias. Ela ainda vai passar por outras para conseguirmos resolver completamente o caso”, completou.

Atualmente, o HUT é o único hospital da rede pública do Piauí que dispõe de dois tomógrafos com imagens em 3D e uma bomba injetora para seus usuários: o multíslice Brilliance Philips de 16 canais e o MX 6000. Essa tecnologia proporciona um diagnóstico rápido e preciso. Para atender toda a demanda que chega ao HUT, o hospital mantém seu setor de imagens e gráficos funcionando 24 horas.
O diretor geral do HUT, Dr. Gilberto Albuquerque, explicou que, além das duas salas de tomografias, o Hospital possui ainda duas salas de ultrassonografia, três salas de Raio-X e ainda três Raio-X móveis para pacientes que não podem ser deslocados de seus leitos. “Todos esses equipamentos são o que tem de melhor no mercado hospitalar. Estamos sempre preocupados em renovar para trazer mais qualidade aos nossos pacientes”, disse o diretor.
Dentre os exames de imagens realizados no HUT o raio-x representa 67,16% do total, seguido pela tomografia com 20,64%, ultrassonografia com 9,32%, anatomopatologia com 2,40% e as endoscopias com 0,48% do total.

Fonte: Semcom

Deixe uma resposta