Climatizadores do Mercado Mafuá estão queimados há mais de um ano

0
58

O tradicional Mercado do Mafuá, localizado no bairro do mesmo nome, dois anos depois de passar por uma ampla reforma nas instalações elétricas, hidráulicas, teto e banheiros, além da climatização do espaço de alimentação, foi esquecido pela prefeitura e seus permissionários e clientes se queixam de que o administrador do espaço nada faz para solucionar os problemas que surgem.

Dona Maria José (foto), uma das mais antigas permissionárias daquele mercado, que tem um ponto de venda de lanches e refeições, se queixa de que o calor insuportável está afastando os frequentadores e causando prejuízos aos comerciantes. Segundo ela, os climatizadores colocados pela prefeitura estão sem funcionar há mais de um ano. “Cobramos do administrador uma solução e nada é feito, diz ela, destacando que “o único local climatizado aqui é sala do administrador”.

Quando da reforma, instalou cerca de 10 a 15 aparelhos semelhantes aos que foram instalados na Rua Elizeu Martins, quadra ao lado da antiga sede da Câmara Municipal, conhecida por Rua Climatizada. Sem manutenção, os climatizadores foram queimando aos poucos e hoje só resta um funcionando. O local se tornou quente e muito desconfortável.

“Para não perder freguês, tive que comprar ventiladores para amenizar o calor”, diz Ana Cristina (foto), que há mais de 10 anos trabalha no mercado vendendo lanches e refeições. “A gente percebe que tem diminuído o número de clientes, por causa do desconforto”, diz ela revoltada com o descaso do administrador e da SDU/Centro/Norte.

Outra comerciante,que não quis se identificar, denunciou que um dos banheiros construídos durante a reforma nunca foi aberto ao público. A limpeza do mercado também está exigindo maiores cuidados da SDU Centro-Norte.

O Mercado do Mafuá, famoso pela venda de produtos de qualidade, da carne aos legumes, frutas e verduras e outros mais, atrai diariamente centenas de moradores do bairro e de outros pontos da cidade que ali fazem suas compras e aproveitam para saborear apetitosos lanches e pratos caseiros, que vão desde a panelada, mão de vaca, galinha caipira, carneiro ao molho e outras delícias mais. É um ponto sagrado de encontro dos moradores do bairro Mafuá e adjacência.

Por lá transitam poetas, escritores, estudantes, jornalistas, artistas, médicos, empresários, donas de casas, jogador de futebol e de “porrinha” também, especialmente aos sábados e domingos, quando o mercado se torna uma síntese de Teresina, reunindo gente de todo canto da cidade.

A cantora Solange Almeida, banda Aviões do Forró, numa de suas passagens por Teresina, foi vista saboreando uma deliciosa panelada no Mercado do Mafuá. E fez a maior propaganda no seu Instagram.

Outros não muito famosos costumam aparecer por lá de quatro em quatro anos, no período da caça aos votos, fazendo refeições e abraçando todo mundo, com aquele sorriso largo. São os candidatos a cargos eletivos, que só aparecem nessas ocasiões.

Com uma visibilidade dessas, o Mercado do Mafuá merece uma atenção maior da administração municipal. O superintendente de Desenvolvimento Urbano Centro-Norte deve fazer uma visita àquele estabelecimento e conversar com os permissionários, se inteirar dos problemas e encaminhar soluções.

É injustificável os climatizadores ali instalados pela prefeitura estejam queimados há de um ano sem que uma providência seja adotada.

A nossa reportagem procurou o superintendente Weldom Bandeira, mas ele não se encontrava. Por telefone, conversamos com a assessoria de imprensa da SDU Centro-Norte que, com presteza, nos atendeu e encaminhou a nota que publicamos abaixo:

“ASCOM/SDU CENTRO/NORTE

A SDU Centro Norte informa que já tomou conhecimento a respeito do problema com os climatizadores da praça de alimentação do Mercado do Mafuá e vai fazer um levantamento da atual situação, para elaborar um orçamento e providenciar novos equipamentos ao local.”

A nota vem assinada pela jornalista Thauana Cavalcante, assessora de imprensa da SDU/CENTRO-NORTE.

Vamos aguardar que as providências sejam adotadas sem muita demora, afinal já faz um ano que os climatizadores estão queimados.

Deixe uma resposta