Escola de tempo integral da Rede Municipal de Teresina é inspiração para outros municípios

0
38
Crédito: Ascom

Teresina foi convidada para apresentar seu modelo de escola de tempo integral durante a programação do I Encontro de Dirigentes Municipais de Educação 2019, organizado pela Undime/PI. O debate “Gestão Municipal da Educação de Qualidade” destacou casos de três municípios piauienses que já aderiram à modalidade de jornada ampliada: Teresina, Demerval Lobão e Madeiro.

Apesar de apresentarem ações de sucesso relacionadas à jornada ampliada, os outros municípios ainda caminham para a implementação da verdadeira escola integral, trabalhando principalmente com o Programa Novo Mais Educação. Já em Teresina, a experiência acontece há dois anos, contabilizando 16 escolas municipais de ensino fundamental na modalidade integral.

A coordenadora das escolas de tempo integral da Secretaria Municipal de Educação de Teresina, Eliane Santos, explica que a mudança não é apenas na carga horária, mas no conceito de educação. “Não tem a ver com a quantidade de horas, mas com transformação na educação dos nossos alunos. As escolas de tempo integral do município estão totalmente em consonância com a Base Nacional Comum Curricular, que reconhece o estudante como protagonista”, disse.

Eliane recebeu elogios dos participantes do evento e da presidente da Undime/PI, Sidnei Lins. O título conquistado por Teresina de primeiro lugar entre as capitais do país foi destacado como motivo de orgulho para todo o estado. “É muito bom saber mais sobre as estratégias de Teresina, pois nos inspira a crescer também”, afirmou Sidnei.

Segundo Eliane, o diferencial das unidades de tempo integral do município é a preparação dos alunos para a vida, apoiando seus projetos. “O planejamento da escola contempla um desenvolvimento pleno e currículo integrado, com disciplinas comuns, mas também com atividades de música, teatro, esporte e um grande espaço para falar sobre o futuro. Essa é a escola que queremos e que estamos construindo para os jovens de Teresina”, conclui a coordenadora.

Fonte: Ascom/Semec

Deixe uma resposta