Alexandre Garcia é demitido da CNN Brasil  após voltar a defender o tratamento precoce contra a covid-19

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email

Jornalista Alexandre Garcia | Foto: Reprodução/CNN BrasilJornalista Alexandre Garcia | Foto: Reprodução/CNN Brasil

CNN Brasil demitiu nesta sexta-feira, o jornalista Alexandre Garcia. “A decisão foi tomada após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce contra a covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada”, afirmou a emissora.

Mais cedo, Garcia falava sobre as denúncias contra a operadora de saúde Prevent Senior quando afirmou que os “remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas”.

Leia mais: “Em carta, esposa de Anthony Wong fala em ‘tomar medidas jurídicas cabíveis’”-Publicidade-

Thank you for watching

Em seguida, foi rebatido pela apresentadora Elisa Veeck: “A CNN ressalta que não existe um tratamento precoce comprovado cientificamente para prevenir a covid-19. O que a ciência mostra é que a prevenção, com o uso de máscaras e a vacinação são as únicas maneiras de combater a pandemia”.

Nota da CNN Brasil

“A CNN Brasil comunica que rescindiu o contrato com o jornalista Alexandre Garcia nesta sexta-feira (24).

A decisão foi tomada após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce contra a covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada.

O quadro Liberdade de Opinião continuará na programação da emissora, dentro do jornal Novo Dia.

CNN Brasil reforça seu compromisso com os fatos e a pluralidade de opiniões, pilares da democracia e do bom jornalismo.”

O jornalista Alexandre Garcia se pronunciou pela primeira vez, na noite desta sexta-feira (24/9), sobre a demissão da CNN Brasil. “Você que me acompanhava todos os dias só no ‘Liberdade de Opinião’ da CNN, agora pode continuar me seguindo diariamente no meu canal do YouTube. Seja muito bem-vindo!”, escreveu ele no Twitter.

Deixe um comentário

Veja também...