Ex-tenente do Exército é condenado a 37 anos de prisão pela morte de Iarla Lima

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email

A justiça condenou a 37 anos e 4 meses de prisão o ex-tenente do Exército, José Ricardo da Silva Neto, pela morte da estudante de arquitetura Iarla Lima Barbosa. Ele também era acusado de tentativa de homicídio contra a irmã e uma amiga da estudante. O crime aconteceu em junho de 2017, na Zona Leste de Teresina.

O julgamento durou 19 horas, a sessão do Tribunal do Juri iniciou nessa quarta-feira (24) e encerrou às 4 desta quinta-feira (25).

O juiz Antônio dos Reis Noleto, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri da Comarca de Teresina, foi quem presidiu o julgamento. O promotor Ubiraci Rocha representou o Ministério Público Estadual.

Crime
Na madrugada do dia 19 de junho de 2017, José Ricardo da Silva Neto e Iarla Lima juntamente com sua irmã, Josiane Mesquita, e uma amiga deixaram um bar localizado na zona Leste de Teresina.

Segundo relato das testemunhas, houve uma discussão dentro do veículo e ex-tenente fez os disparos contra Iarla dentro do carro, ela morreu no banco da frente do veículo.

A irmã de Iarla e uma amiga também foram atingidas, mas conseguiram pular do carro e sobreviveram.

Deixe um comentário

Veja também...