Mais de 25 mil pessoas foram beneficiadas com ações da Cendrogas nos últimos 4 anos

A Cendrogas tem se destacado por manter um grande número de vagas totalmente gratuitas para tratamento de dependentes

0
83

Nos últimos quatro anos, milhares de pessoas foram beneficiadas pelo Governo do Estado, por meio das ações da Coordenadoria de Enfretamento às Drogas (Cendrogas), órgão que tem por missão ser referência na implantação de políticas públicas de enfrentamento às drogas no Estado do Piauí. As atividades de prevenção, tratamento, recuperação e reinserção social e familiar chegaram a mais de 25 mil pessoas de diversos municípios.

Criada no ano de 2011, a Cendrogas tem se destacado dos demais estados da federação por manter um grande número de vagas totalmente gratuitas para tratamento de dependentes de substâncias psicoativas, através de entidades parceiras. Em 2015, com o início da gestão do governador Wellington Dias (foto), o estado possuía apenas quatro instituições credenciadas em apenas um território de potencialidade. Atualmente, em 2018, a Coordenadoria conta com o apoio de 28 instituições, totalizando 696 vagas para o tratamento dos dependentes químicos.

De 2015 a 2018, o número de atendimentos psicossocial mensais também aumentou de forma significativa, passando de 55 para 300. Aqui, é realizado o trabalho de acolhimento, escuta, orientação e encaminhamento dos assistidos para comunidades terapêuticas, Centros de Atenção Psicossocial (CAPs), Organizações Não Governamentais (ONGs) e hospitais que tratam de dependentes químicos.

A Cendrogas também atua fortemente na área de prevenção, realizando cursos e palestras por quase todo o estado. Mais de 50 municípios receberam o curso de Noções Básicas de Prevenção às Drogas, com duração de 8 e 16 horas, além de seminários realizados em parceria com a Fundação Milton Campos com o tema “Drogas, por quê? Desafio para a Educação”. O órgão ainda executou o projeto “A arte faz a sua parte”, que contou com 50 apresentações de teatro de bonecos e atingiu 20 mil pessoas. Outro projeto é o “Antidrogas na escola”, que promoveu 300 palestras preventivas nas escolas públicas do estado.

As ações da Cendrogas chegaram a mais de 120 cidades. São palestras, fóruns, blitz educativas, cursos, prevenção, tratamento e orientação para educadores, profissionais da área e população em geral. Outra ação importante é a executada em parceria com a Pastoral do Povo de Rua, que acolhe e orienta moradores de rua. Existe ainda o projeto Ressocializar, que visa a prevenção ao crime por meio da ressocialização dos presos em flagrante que cometem pequenos delitos para o uso de substâncias psicoativas. Estes são encaminhados para a comunidade Fazenda da Paz e associação Casa do Oleiro. Em dois anos, o Ressocializar beneficiou 138 pessoas.

Dar continuidade as ações e ampliá-las, fazendo com que cheguem aos 224 municípios é o objetivo para a próxima gestão. “Iremos começar 2019 nos articulando para firmar mais parcerias e desenvolver um trabalho árduo e amplo, tanto no tratamento dos dependentes químicos, quanto na área de prevenção, que é a etapa mais importante. Estaremos atentos aos problemas relativos ao uso de drogas em todo o Piauí”, destacou a diretora de Políticas Públicas da Cendrogas, Marta Maria.

Fonte:Ascom/Cendrogas

Deixe uma resposta