Prefeitura assina financiamento de R$ 120 milhões para diversas obras na capital

Serão feitas obras de mobilidade e requalificação, reformas, gestão e construção de uma mini usina de energia fotovoltaica

0
39
Crédito: Ascom

A Prefeitura de Teresina assinou contrato de financiamento junto ao Banco do Brasil no valor de R$ 120 milhões, recurso que será aplicado em diversas obras nas áreas de mobilidade e requalificação urbana, reformas de prédios públicos, elaboração de um banco de estudos e projetos para obras estruturantes e também para a construção de uma mini usina de energia fotovoltaica na capital piauiense.

“A assinatura desse contrato é fruto de muito esforço e articulação em Brasília, em um trabalho conjunto das secretarias de Finanças e de Planejamento, da Procuradoria do Município e do senador Ciro Nogueira. É um grande benefício para Teresina e agora vamos trabalhar para realizar esses investimentos em até dois anos”, afirma o diretor de Assuntos Federativos e Internacionais da Prefeitura de Teresina em Brasília, Erick Amorim.

Na área de mobilidade, estão previstas obras de pavimentação asfáltica e paralelepípedo em diversas zonas da capital, melhorias na estrada da Cacimba Velha, na zona rural, e urbanização dos corredores de ônibus. Os recursos também serão utilizados para serviços de revitalização do Centro, construção de praças e instalação de academias nos bairros e ainda requalificação das hortas comunitárias na região do Grande Dirceu.

O mercado do Renascença, na zona sudeste, também será contemplado com uma reforma. O recurso também será utilizado na continuidade da obra do Museu da Imagem e Som. Na zona norte, a Prefeitura pretende implantar uma mini usina de energia fotovoltaica (energia solar).

Na área de gestão, parte dos recursos serão utilizados para a criação de um banco de estudos e projetos, que irá acelerar a implantação de obras estruturantes e facilitar a captação de recursos para novas obras.

“A Prefeitura está encontrando formas de, mesmo em período de crise e com poucos recursos próprios, buscar fontes externas para financiar obras e serviços, conseguindo tirar projetos do papel e melhorando a qualidade de vida da população teresinense”, diz o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, José João Braga.

Fonte:Ascom/Semplan

Deixe uma resposta